InDevaneios

Livre – Resenha do Filme e Livro

Última atualização em

Se você é sagitariana ou já ama viajar, é um perigo ver Livre – seja o filme ou livro!
Bom, a Cheryl é uma personagem real, que decidiu atravessar a trilha Pacific Crest Trail (e aqui já vou abrir um parênteses pra explicar o que é essa trilha – ela tem 4.265km e ela no caso percorreu mais de 1.700, em algo próximo a 3 meses!!). Mas não decidiu isso por ser louca – após diversos acontecimentos conturbados na vida (divórcio, morte da mãe), Cheryl percebeu que estava tomando um rumo muito errado na vida. Passou de uma mulher responsável para uma mulher que se drogava constantemente, ia para cama com diversos homens sem o menor pudor (e muitas vezes sem vontade, até). Engravidou. Abortou. E viu que precisava se encontrar, pois havia se perdido, em algum momento. Livre é a sua descoberta.
+Se você quer comprar o livro, clique aqui para comprar na Amazon.
A trilha foi a oportunidade dela estar sozinha – literalmente livre – e com seus pensamentos. Enfrentar seus medos, se fortalecer e finalmente, se reencontrar. O livro foi lançado em Março de 2012 nos Estados Unidos e entrou pro Ranking na primeira semana no mercado – os direitos do filme foram comprados por Reese Witherspoon.
Numa entrevista em 2013 para a Folha Uol, Cheryl diz que buscava conforto emocional e redenção espiritual mas percebeu que a caminhada ia ser muito mais difícil do que imaginava. A experiência de carregar além de uma mochila super pesada, um fardo emocional absurdo, fez com que ela resgatasse suas forças.
O filme Livre, em NADA deixa a desejar quando já se leu o livro. É claro que é uma versão super resumida e quando você termina de ver sente falta de algumas cenas do livro, mas não dá tempo de colocar tudo e não são detalhes que no final contem tanto assim a ponto de você achar que não foi bem feito. Pra mim ficou uma mensagem no sentido: encontre sua paz interior. Muitas vezes é necessário que se faça coisas “loucas” para os outros, mas que será definitivo em nossas vidas.
“Se a sua coragem negar-lhe, vá além da sua coragem.” (Emily Dichinson)
Talvez ela pudesse ter entrado em profunda depressão. Ela decidiu criar forças e fazer diferente. Ouça seus instintos. Faça sua missão. Se acha que para achar a paz interior, é necessário uma viagem, vá. Se é uma trilha, sozinha, faça. Mas se encontre. Encontre sua paz. Já falei sobre isso aqui no blog, mas nunca é demais, sério! Seja LIVRE!
livre - resenha do livro e filme
ps importante: você é assim como eu que AMA capas originais? estava eu na livraria há algum tempo atrás procurando esse livro (e como já estava estreiando o filme aqui no Rio, todas as capas eram do filme.. e eu fiquei olhando, olhando. Daí uma atendente pintou com a pergunta mágica: “Você quer um com a capa original? acho que tenho alguns desses lá dentro!” Eureca! Por mais atendentes assim! <3
0

Você também pode gostar de

Deixar um comentário