InViagem

Como se hospedar de graça pelo mundo

como se hospedar de graça pelo mundo

Última atualização em

Você sabia que isso é possível? é engraçado que quando eu comento que temos a opção de viajar por aí se hospedando de graça muita gente não acredita. Saiba que é real e vou falar hoje aqui sobre minhas dicas de como se hospedar de graça pelo mundo – então se você assim como eu gosta de economizar em viagens, confere aqui!

Trabalho Voluntário

Você sabia que existem alguns programas onde você faz trabalho voluntário em troca de hospedagem e até alimentação? pois é! Com isso você viaja praticamente de graça: só precisa pagar pelos custos gerais que tiver e/ou passeios extras.

É uma ótima opção para economizar em viagem, visto que a hospedagem é sem dúvida o maior gasto de uma viagem.

trabalho voluntário - como se hospedar de graça pelo mundo

Workaway

O Workaway é um site que tem como missão construir uma comunidade de compartilhamento de viajantes que desejam ver o mundo em troca de contribuir e desenvolver os lugares que visitam – o que eu acho incrível.

Você paga uma pequena taxa por ano (o valor é de $44 por pessoa ou $54 para casal ou dois amigos) para conseguir se candidatar as vagas existentes (você consegue visualizar antes do pagamento da taxa) e essa taxa existe para garantir o pagamento da equipe de desenvolvedores durante todo o ano, bem como o suporte da plataforma.

limpeza pode ser um dos trabalhos voluntários

Além disso tudo, se você também quer aprender ou melhorar uma língua, você pode se candidatar para voluntariado nesses países e assim estudar também além de trabalhar e viajar.

As possibilidades de intercâmbio são infinitas – você pode usar Workaway para viajar por um país por um preço muito baixo, você pode usá-lo para praticar uma língua ou usá-lo para adquirir novas habilidades e conhecer pessoas novas!

Worldpackers

O Worldpackers funciona da mesma forma que a Workaway e muita gente decide por contratar as duas plataformas, pois assim garante que vai ter oportunidade para o ano inteiro.

worldpackers: uma ótima opção para se hospedar de graça

A Worldpackers é uma plataforma colaborativa que conecta anfitriões do mundo inteiro onde você viaja trocando qualquer habilidade por hospedagem – e quando eu digo qualquer, é qualquer MESMO. Você pode trabalhar com limpeza, recepção, fotografia, no bar.. o que não falta é coisa pra fazer!

Independente do seu motivo: economia em viagem, imersão na cultura, desenvolver novas habilidades, melhorar a língua do local.. você pode utilizar a plataforma nas férias, fazer um mochilão ou até mesmo aquele ‘famoso’ ano sabático.

como se hospedar de graça pelo mundo

O Worldpackers tem disponível na plataforma hostels, pousadas, ONGs, comunidades e projetos ecológicos onde você pode ajudar e receber em troca hospedagem gratuita, alimentação e outros benefícios (alguns locais disponibilizam por exemplo bicicleta ou aulas). A taxa é de $49 por pessoa ou $59 para casal ou dois amigos.

Outros sites que também tem essa troca de hospedagem e alimentação por hospedagem (porém mais voltado para locais em meio a natureza e fazendas) são os WWOOF e Helpx.

Fique na casa de locais

Outra forma super possível de não pagar pela hospedagem é se hospedar na casa de locais. Além de ser de graça, é ótimo para pegar dicas dos lugares que só quem é morador conhece e principalmente ver a cidade com outros olhos.

Embora num primeiro momento não pareça seguro, lembre que quem está se abrindo a essa oportunidade normalmente são pessoas que já viajaram ou ainda viajam bastante e entendem as dificuldades de viajar mais por conta dos valores envolvidos. As pessoas querem realmente ajudar outros viajantes.

Confira: Nômade Digital – Como é e como se tornar um?

Couchsurfing

O Courchsurfing funciona como se fosse uma ‘rede social’ onde você pode oferecer um espaço na sua casa, pedir um espaço na casa de alguém ou simplesmente encontrar alguém na cidade para onde você está viajando (ou claro, aceitar encontrar alguém que está vindo para sua cidade).

couchsurfing: se hospede na casa de alguém

No site você consegue ver avaliações e comentários, o que ajuda muito na segurança – mas adianto que esse ‘receio’ é uma preocupação muito brasileira, rs. Eu fiquei em Couchsurfing em Toronto e os anfitriões deixavam o dinheiro deles numa caixinha perto da porta (no início achei muito esquisito, mas depois me lembrei que nós é que estamos acostumados com essa nóia toda).

Como se trata da casa de alguém, pode ser qualquer espaço oferecido mesmo – esteja preparado caso não seja um mega conforto. Eles podem oferecer um sofá na sala, uma cama compartilhada, um quarto inteiro. Tudo depende do espaço disponível.

Stay4Free

O Stay4Free funciona mais ou menos da mesma forma que o Couchsurfing e oferece acomodações em 85 países. A diferença é que no Stay4Free eles fazem troca de casas, então você oferece a sua casa para uma família e eles oferecem a casa deles em troca.

Esse site também tem taxa e os preços são: $12/mês para o plano standard, $14/mês para o plano plus e $35 no plano plus. Para entender melhor as diferenças de cada plano, confira aqui no site.

Outro site que também oferece essa troca de casas é o home exchange.

Fique em mosteiros

Essa é uma super dica – muita gente nem imagina sobre essa possibilidade. É uma experiência única e realmente diferente, afinal, você vai estar hospedado em templos religiosos. Geralmente as acomodações são bem simples, mas sei que a maioria do meu público hoje aqui no blog está de olho em economia e gosta de explorar a cidade (então o tempo na hospedagem é realmente curto).

mosteiro de las huelgas

Algumas hospedagens tem regras como horário para voltar – vale a pena se informar sobre o local antes de ir. Os sites Booking Monastery e o Monastery Stays te ajudam a verificar se o local para onde você vai tem algum mosteiro disponível para você ficar.

Confira: Organização financeira em 7 dicas simples

Embora não seja 100% de graça, muitos pedem apenas uma doação ou o valor é absurdamente menor que um hotel – mais da metade. Além disso, você tem a oportunidade de estar imerso em cultura diferente e consegue vivenciar bastante sobre religião e história.

Fique em casas em troca de trabalho

Uma outra opção é ficar em casas de locais em troca de trabalho – a diferença para o Workaway e o Worldpackers é que nesse caso não é um hostel, nem nada, é uma casa de uma família mesmo que vai viajar ou estar fora por um tempo, mas quer alguém que possa ajudar com os cachorros, jardim, manter a organização e limpeza do local.

cuidar de cães e gatos além de organizar a casa de alguém em troca de lar gratuitamente

Isso é chamado de house sitting e através do site Trusted House Sitter (também tem taxa, mas é paga anualmente e você pode utilizar o ano inteiro) é possível fazer esse contato com os proprietários das casas e combinar os detalhes. O House Sitting é mais comum no Reino Unido, Estados Unidos, Austrália, Nova Zelândia, Canadá e Irlanda, França, Alemanha, Itália, Espanha e outros países da Europa.

Outro site que também oferece o house sitting é o Mind My House.

Espero que vocês tenham gostado desse artigo – e que tenha te ajudado a ver que não é impossível nem caro viajar. Basta organização, força de vontade, sair da zona de conforto e pesquisar.

Até o próximo post – amanhã – com mais dicas valiosas! <3

4

Você também pode gostar de

4 Comentários

  • Stopover: O que é e como funciona? - Contos e Encontros

    […] Confira também como se hospedar de graça pelo mundo […]

    Novembro 18, 2019 at 7:16 pm Reply
  • Gideilson

    Muito bom essas dicas, gostei porque poças pessoas falam sobre isso.

    Novembro 19, 2019 at 12:31 pm Reply
  • Minha experiência com Couchsurfing - Contos e Encontros

    […] +Veja outras formas de hospedagens gratuitas pelo mundo […]

    Dezembro 4, 2019 at 3:00 pm Reply
  • Deixar um comentário